Governo do Amazonas adquire mais de R$ 320 mil em produtos da agricultura familiar

Pagamento se refere a compra pelo Programa Alimenta Brasil no mês de agosto

Responsável por entidade socioassistencial recebe produtos do PABO Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), realiza nesta quarta-feira (15/09) o pagamento de 52 agricultores de 14 municípios cadastrados no Programa Alimenta Brasil (PAB), antigo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), pelo fornecimento de 133,6 toneladas de alimentos com doação simultânea, conforme Termo de Adesão celebrado com o Ministério da Cidadania, referente ao mês de agosto de 2021. O valor dos recursos é de aproximadamente R$ 320 mil.

Com a liberação do pagamento dos fornecedores de produtos agrícolas no mês de agosto, foram beneficiados agricultores familiares dos municípios de Atalaia do Norte, Caapiranga, Careiro da Várzea, Itacoatiara, Itamarati, Itapiranga, Manaquiri, Manaus, Manacapuru, Maués, Novo Aripuanã, Tabatinga, Silves e Rio Preto da Eva.

O pagamento, feito por agências do Banco do Brasil com depósitos bancários no Cartão de Benefício Econômico, abrange 133,699 toneladas de alimentos entregues a 45 entidades da rede socioassistencial cadastradas junto ao estado e que promoveram a distribuição simultânea de forma direta e indireta a aproximadamente 20 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social e/ou em estado de insegurança alimentar e nutricional nos 14 municípios atendidos no período.

Coordenador do PAB,Tânis Castro realiza entrega a uma entidade contemplada

O coordenador do PAB Amazonas na Sepror, Tânis Castro, informou que o programa continua em execução no estado. “O apoio ao produtor familiar continua em todo o Amazonas, onde os governos federal e estadual consideram que este tipo de agricultura tem produção que atende as melhores expectativas”, afirmou.

PAA 2020/2021 – O Amazonas lidera em volume financeiro destinado ao programa na região Norte. No biênio 2020/2021 foram destinados recursos da ordem de R$ 13,4 milhões, mais que o triplo em relação aos R$ 4 milhões repassados em cada um dos dois períodos anteriores.

Deste total, R$ 8,415 milhões constituem recurso emergencial, liberado para apoio à agricultura familiar durante a pandemia da Covid-19, e os R$ 4,965 milhões são originários de recurso ordinário do ano.

FOTOS: Divulgação/Sepror

Informações para a imprensa: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror): Mayana Tomaz.