O Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) foi criado pelo artigo 159, inciso I, alínea "c" da Constituição da República Federativa do Brasil, e regulamentado pela Lei nº 7.827, de 27 de setembro de 1989.. Desde então o FNO , juntamente com os outros Fundos Constitucionais, passou a ser um dos principais instrumentos de financiamento da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR) visando, sobretudo, a contribuir para o desenvolvimento econômico e social do Norte, por meio dos financiamentos feitos junto aos bancos federais, no caso o Banco da Amazônia.

No entanto, por diversos motivos, a inadimplência dos que tomaram financiamentos é grande e implica em bloqueios não apenas para quem deve, mas também para a agencia e isso impede que novos empresários e/ou agricultores recebam novas oportunidades de crédito. Por isso uma campanha nacional de renegociação de divida está em andamento. Operações de crédito contratadas até 31 de dezembro de 2011, tem a possibilidade de regularização junto ao Banco da Amazônia.

Além de limpar o nome do agricultor, a renegociação garante até mais 10 anos para pagamento do que foi negociado com taxas de 0,5% a 3,5%. Quem tiver possibilidade de pagar a vista pode receber desconto de até 85% da divida. “ É uma oportunidade fantástica para empresários e agricultores familiares que contraíram dividas e não conseguiram pagar. Procurem o Banco da Amazonia ou o IDAM “, convoca o Secretário de Estado da Produção Rural José Aparecido dos Santos Mais informações no http://www.bancoamazonia.com.br/