Pela terceira vez, Manaus vai sediar o Congresso Brasileiro de Engenharia de Pesca, o evento ocorrerá em setembro de 2019, o 21º CONBEP. Considerado o mais importante fórum nacional de intercâmbio cientifico da área.

A assinatura do termo de contrato do evento ocorreu nesta segunda-feira (18), entre representantes do Sistema Sepror (ADS, Adaf, Idam, Sepa e Seapaf), Associação dos Engenheiros de Pesca do Amazonas (AEP) e da Federação Nacional dos Engenheiros de Pesca do Brasil (Faep), na sede da Empresa Amazonense de Turismo (AMAZONASTUR), situada na Avenida Santos Dummont, n°1350, bairro Tarumã, zona Oeste.

Realizado a cada dois anos, o encontro vai ocorrer entre os dias 16 e 20 de setembro de 2019, no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasquez.

A previsão é que participem em média 2 mil congressistas, entre pesquisadores nacionais e internacionais, técnicos, acadêmicos, profissionais da extensão pesqueira, produtores, empresários da cadeia produtiva da pesca e aquicultura e organizações governamentais e não-governamentais do Brasil e do exterior.

 

 

O presidente do AEP, Tomás Sanches, conta que para o congresso ser realizado em Manaus, foi preciso disputar com três grandes Estados do Brasil. “Concorremos com o Ceara, Rio Grande do Norte e Pernambuco, mas como tivemos a maioria da votação o evento ocorrerá aqui na capital, com todo o apoio do Governo do Estado por meio da Empresa Estadual de Turismo – AMAZONASTUR ,‘’

O presidente da Faep, Elizeu Brito, conta que o público nos dois últimos congressos variou entre 1,1 mil a 1,5 mil congressistas e fala sobre a expectativa do evento na Capital. “Esperamos um público de até 2 mil congressistas entre Engenheiros de Pesca e Estudantes do curso de engenharia de pesca e cursos afins, porque haverá uma grande renovação de tecnologia e uma atenção muito especial na parte ambiental, pois é uma necessidade grande para o mundo inteiro e principalmente aqui na região amazônica’’ afirma o presidente.

O presidente da AMAZONASTUR, Orsine Junior, comenta sobre a oportunidade de desenvolvimento econômico para o Estado do Amazonas com a realização do congresso Brasileiro de Engenharia de Pesca. “Nossa finalidade é gerar fluxo turístico, trazendo turistas para nossa cidade, alavancando a economia e gerando emprego e renda para nossos conterrâneos’’, afirma Orsine.

 

 

Estavam presentes no Evento da assinatura do termo de contrato

Sistema Sepror (ADS, ADAF, IDAM, SEPA e SEAPAF), Instituto Federal do Amazonas (IFAM), Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Amazonas (CREA), Secretaria de Estado do Meio Ambiente (SEMA), Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM), Instituto Nacional de Pesquisas na Amazônia (INPA), Associação de Engenheiros de Pesca (AEP), Federação Brasileira de Engenheiros de Pesca (Faep) e Empresa Amazonense de Turismo – AMAZONASTUR.

 

Assessoria Sistema Sepror.