Após quatro anos de espera, produtores rurais de cinco comunidades de Itacoatiara (distante 176 quilômetros de Manaus) receberam, na manhã deste domingo (21/01), o Cadastro Ambiental Rural (CAR). O documento, que garante segurança jurídica e acesso ao crédito rural, foi entregue pelo vice-governador, Bosco Saraiva, durante encontro com agricultores da Comunidade Varre-Vento. Ao todo, 250 famílias foram beneficiadas.

 Por determinação do governador Amazonino Mendes, o CAR foi realizado de maneira célere pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) nas cinco comunidades itacoatiarenses altamente produtivas. A região se destaca na pecuária, produção de queijos e cultivo de frutas.

 Neste domingo, foram entregues 50 CAR individuais e 150 coletivos, o que atende a cerca de 250 famílias de produtores. De acordo com o vice-governador, a regularização será fundamental para que eles estejam aptos a acessar as políticas de crédito para ampliar a produção.

 ”O cadastro rural é importante porque facilita as atividades de produção rural para todos eles serem beneficiados por financiamento. É a propriedade da terra que eles têm para o cultivo. Aqui no Varre-Vento eles estão felizes em poder voltar a ter, no governo do Amazonino, a esperança que já havia perdido há algum tempo”, afirmou Saraiva.

 Além da comunidade do Varre-Vento, foram beneficiadas as comunidades São José, São José do Amatari, São Pedro do Iracema e Januário. “Todo o agricultor familiar, para acessar as políticas públicas, tem que ter o cadastro rural. As ações de assistência técnica proporcionam esse direito ao agricultor, como também a carteira do agricultor”, enfatizou o gerente do Idam de Novo Remanso, Luciano Lobo.

 ”Representa muita coisa porque sem ele a gente não consegue transportar nossos bois. Estávamos a quatro anos esperando e, Graças a Deus, o governador e o vice-governador autorizaram a vinda do Idam aqui. É muita coisa. Esperança de dias melhores”, disse o líder comunitário de Varre-Vento, Arnaldo Silva.

  Fonte: Secom