A Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), em parceria com a Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), orgão integrante do Sistema Sepror promove nesta terça-feira (6), a partir das 10h, na base da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Uatumã, no município de São Sebastião do Uatumã (distante 247 quilômetros de Manaus), a Oficina de Boas Práticas no Manejo da Castanha-do-Brasil, antes e depois da comercialização.

De acordo com o gestor da RDS Uatumã, Cristiano Gonçalves, o curso acontece até sexta-feira (9) e tem como objetivo agregar maior qualidade ao produto por meio de aplicação de técnicas adequadas no processo de coleta, quebra, secagem, armazenamento e transporte da produção. Este ano, produção da castanha na região do Uatumã, que envolve também o município Itapiranga (distante 227 quilômetros da capital), deve ultrapassar 25 toneladas.

Gonçalves informou que, nos quatro dias, a expectativa é reunir extrativistas e agricultores dos dois municípios. “A partir das orientações os extrativistas estarão aptos e motivados a realizarem as boas práticas de manejo da castanha de forma coletiva e com maior segurança no trabalho. Com isso, agregar qualidade ao produto e possibilitando a melhoria do preço praticado na região, bem como contatos com outras associações que trabalham com o produto”, disse o gestor.

O curso será ministrado pelo engenheiro florestal do Idam, Luiz Rocha Maciel e contará com o apoio técnico da engenheira florestal do Departamento de Mudanças Climáticas e Gestão de Unidades de Conservação da Sema (Demuc), Karen de Santis. Após a oficina, será realizada a mobilização para a soltura de quelônios, por meio do Programa de Monitoramento da Biodiversidade e do Uso de Recursos (Probuc), marcada para o dia 17 de fevereiro.

  Fonte: Gecom Idam