AÇÕES NA ÁREA DE MECANIZAÇÃO AGRÍCOLA

mecanizaçao agricultor

 

Coordenação de Mecanização

Responsável por coordenar, executar e acompanhar o desenvolvimento de programas e projetos de incentivo ao uso de máquinas e implementos agrícolas para promover o aumento da produção de atividades agropecuárias. Além disso, define as necessidades de fomento e fornecimento de máquinas e implementos agrícolas para a produção agropecuária do estado. Também desenvolve a elaboração de projetos técnicos, planos de trabalho e projetos básicos para captação de recursos por meio de convênios junto ao Governo Federal e termos de cooperação técnica com empresas privadas, para a implementação de ações da Sepror relacionadas à mecanização agropecuária. 

Criação do Programa

Em 2015, foi feita a criação do Programa de Mecanização Agrícola – PROMECANIZAÇÃO, instituído por meio do Decreto nº 36.171 de 26 de agosto de 2015. O Programa é uma linha de crédito subvencionada pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Produção Rural (SEPROR), e destinada a produtores rurais e agricultores familiares, visando incentivar a mecanização de áreas degradadas para promover o aumento da produção para as atividades de mandiocultura, fruticultura, culturas alimentares, culturas industriais, pecuária de corte e pecuária de leite. O beneficiado com os recursos do Programa receberá uma subvenção econômica, como bônus de adimplência de 85% sobre o valor do crédito concedido.

O Promecanização – Programa de Mecanização Agrícola

Coordenado pela Sepror em cooperação com a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (AFEAM), responsável pela a gestão financeira dos recursos, e com o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e florestal sustentável do Estado do Amazonas (IDAM), responsável pela prestação de Assistência Técnica e Extensão Rural aos produtores rurais interessados em participar do programa.

Foi aberto um edital para credenciamento de prestadores de serviços de máquinas e implementos agrícolas visando a prestação de serviços de mecanização. O programa estabeleceu os limites de valor de hora/máquina: R$ 300,00 para trator de esteira e R$ 130,00 para trator de pneu. Foram credenciados 49 prestadores de serviço.

Municípios Abrangentes

Foram realizadas visitas e reuniões técnicas para divulgação do PROMECANIZAÇÃO e orientação quanto à elaboração de projetos para acessar o programa, nos municípios prioritários (Alvarães, Coari, Tefé, Apuí, Lábrea, Autazes, Careiro da Várzea, Careiro Castanho, Maués, Boa Vista do Ramos, Parintins, Nhamundá, Barreirinha, Manaus, Iranduba, Itacoatiara, Rio Preto da Eva, Pres. Figueiredo, Uarini, Humaitá, Manicoré, Borba, Boca do Acre, Eirunepé, Canutama, Carauari, Nova Olinda do Norte, Urucará).    

O Procacário – Programa de Incentivo ao Uso do Calcário na Correção de Solos

Mediante o Decreto nº 36.517 de 03 de dezembro de 2015. O Programa constitui uma linha de crédito subvencionada pelo Governo do Estado (em até 50%) e destinada aos produtores, visando cobrir custos com a aquisição e transporte de calcário, no limite de até 100 toneladas, e tem como estratégia incentivar o produtor rural a buscar cada vez mais a melhoria tecnológica de suas atividades agropecuárias. Semelhante ao Promecanização, o PROCALCÁRIO conta com a parceria do IDAM e da AFEAM.

Quantitativo de Projetos

Os escritórios locais do IDAM deram início à elaboração dos projetos para acesso aos programas.

1.100 projetos – para mecanização de 5.320 há;

11.000 toneladas de calcário  em 2015.

Atualmente

1.200 – projetos elaborados;

167 – em fase de execução ou concluídos;

Total – 950 ha de área mecanizada;

Valor – superior a 3 milhões de reais.

Municípios abrangidos – Apuí, Autazes, Barcelos, Careiro, Humaitá, Iranduba, Itacoatiara, Manacapuru, Manaus, Manicoré, Maués, Pres. Figueiredo, Rio Preto Da Eva e Distrito de Santo Antônio do Matupi.

Vistorias

Técnicos da SEPROR, IDAM e AFEAM tem realizado vistorias às áreas em execução para verificar o andamento dos trabalhos. Muitos produtores têm demonstrado satisfação com o programa e os que ainda não foram atendidos estão ansiosos para verem suas áreas mecanizadas.