O Sistema Sepror (IDAM, ADAF, ADS e SEPA) apoia o Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) para a elaboração de projetos voltados para o setor primário. Representantes de comunidades do município de Autazes e técnicos da Secretaria Executiva Adjunta de Política Agrícola, Pecuária e Florestal (SEAPAF/Sepror) em parceria com a Secretaria Municipal de Produção Rural do Careiro da Várzea estiveram na manhã desta quarta-feira (20), visitando um modelo de queijaria artesanal flutuante, devidamente legalizado pela Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (ADAF). A queijaria artesanal servirá como modelo para quem esteja interessado a se regularizar, obtendo a legalização que preconiza a lei sanitária com o Serviço de Inspeção Estadual (SIE). A fábrica também serve de parâmetro para quem quer concorrer ao edital direcionado para a inclusão produtiva de agricultores familiares do Estado do Amazonas.

 

Viabilização de Projetos De acordo com o secretário de Estado  da Produção Rural, José Aparecido dos Santos, o intuito do Sistema Sepror é divulgar o edital para associações, cooperativas, organizações e agricultores familiares e apresentar e auxiliar projetistas na elaboração dos projetos que envolvam toda a cadeia produtiva do Amazonas. "Estamos querendo viabilizar o maior número de projetos que envolvem o setor produtivo, e nesse sentido estamos apresentando projetos que estão dando certo, que agregam valor ambiental, social e econômico ao produtor rural. Isso é amor à causa pública", comentou José Aparecido dos Santos. A fábrica de queijo artesanal produz queijo em harmonia com a sustentabilidade, pois todo resíduo é tratado contribuindo para a preservação do meio ambiente.

 

Escritórios do IDAM

Os escritórios do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário Florestal e Sustentável (IDAM), órgão vinculado ao Sistema Sepror espalhados em todo Amazonas estão também oportunizando assessoria técnica para a elaboração de projetos para representantes de associações, organizações e produtores rurais que possam concorrer ao edital. Nos municípios, o IDAM está sendo responsável em repassar informações e prestarem acompanhamento técnico aos produtores rurais interessados em ter acesso aos recursos.

   

Investimento do edital: O investimento do edital é da ordem de R$ 6 milhões para a seleção de projetos das Organizações da Sociedade Civil (OSCs) interessadas em firmar parceria no âmbito do Estado do Amazonas. O objetivo é fomentar projetos de OSCs que atuam no setor primário.

Para o edital do FPS as propostas devem ser entregues até o dia 19 de janeiro de 2018. Cada instituição pode apresentar uma proposta no valor de até R$ 200 mil. A entrega dos projetos deve ser feita no protocolo do FPS, localizado na Sede do Governo do Estado, na avenida Brasil, nº 3.925, bairro Compensa I, zona Oeste de Manaus, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h. O edital 003/2017 e seus anexos estão disponíveis no site: www.amazonas.am.gov.br.

Mais informações: (92) 3303-8367 e (92) 3303-8452.